salve.seus.dados@gmail.com

É por isso que estamos em greve

É por isso que estamos em greve

Ano passado o nosso salário foi corrigido por menos do que a inflação oficial maquiada do governo, enquanto víamos tudo ficando mais caro e o nosso poder de compra se deteriorando.

Mas não é por isso que estamos em greve.

Ano passado o nosso plano de saúde deveria aumentar absurdos 65%, mas a empresa lavou as mãos para a contrapartida dela e, na prática, o nosso plano de saúde aumentou inacreditáveis 100%.

Mas não é por isso que estamos em greve.

Não bastasse, fomos humilhados a pagar uma dívida fake retroativa gigantesca com o plano de saúde em um parcelamento gigantesco ou ter o plano cortado.

Mas não é por isso que estamos em greve.

Ano passado cortaram quase todo o nosso acesso à Internet, incluindo serviços para ouvir música enquanto trabalhamos e acesso aos nossos e-mails pessoais.

Mas não é por isso que estamos em greve.

Semana passada, o Salim Mattar nos acusou a nós todos publicamente de sermos ladrões ao vender os dados da população brasileira, na contínua e insana campanha do governo de colocar a sociedade contra os funcionários públicos, tudo pela falta de argumentos sólidos para defender o Estado mínimo e as privatizações.

Mas não é só por isso que estamos em greve.

A diretoria da empresa pratica assédio moral como quem toma café, seja em declarações por microfone, ações, e-mails, inclusive e-mails com “carta de demissão”, não mostra nenhum conhecimento de gestão pública, nem nos defende perante a opinião pública.

Mas não é por isso que estamos em greve.

A diretoria da empresa diz que só cuida da empresa e que quem cuida das privatizações é o governo. Um jogo cínico que nos coloca em guerra contra um monstro gigante de duas cabeças.

Mas não é por isso que estamos legalmente em greve.

O governo passou o ano inteiro discutindo uma reforma da previdência supercomplexa com regras superbizarras que nem o INSS sabe nos explicar e não nos deu um minuto sequer para alterarmos os sistemas, e já no outro dia a imprensa estava metendo o pau na gente porque os sistemas ainda não estavam alterados.

Mas não é por isso que estamos em greve.

Na primeira semana do ano, a empresa demitiu POR E-MAIL 15% de nós, inclusive demitiu até os gerentes que deveriam fazer as demissões dos colegas. Alguns tiveram que sair fugindo, levando os seus pertences em sacos de lixo.

E É POR ISSO QUE ESTAMOS EM GREVE!

Queremos negociar minimamente essas demissões coletivas, inclusive realocando toda essa força produtiva e esse conhecimento previdenciário acumulado ao longo de décadas para ajudar na fila de 2 milhões de pessoas que aguardam uma resposta do INSS, vulgo governo.

É por isso que estamos em greve.

Estamos gritando para a sociedade perceber a nossa importância e perceber os prejuízos irreversíveis que terá caso o projeto atual avance sem freios.

É por isso que estamos em greve.

Estamos tentando defender uma empresa que a sociedade brasileira construiu com muito esforço, suor, trabalho, conhecimento e investimento ($$$$$$$) ao longo dos últimos 45 anos.

É por isso que estamos em greve.

Estamos tentando evitar que os dados da população brasileira sejam explorados comercialmente por empresários inescrupulosos.

É por isso que estamos em greve.

Se informe.

Se junte a nós!

Paulo de Tarso
Dataprev-CE

Compartilhe:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *