salve.seus.dados@gmail.com

Coletiva de imprensa sobre o auxílio emergencial coronavírus e o papel da Dataprev

Coletiva de imprensa sobre o auxílio emergencial coronavírus e o papel da Dataprev

Em coletiva de imprensa realizada em Brasília, integrantes do governo apresentaram o auxílio emergencial coronavírus. Ao detalhar o complexo processo legal e computacional executado para a viabilização rápida do benefício, ficou claro na fala de boa parte dos presentes, especialmente do presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, e do Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, não só o bom trabalho do corpo técnico da estatal – elogiado repetidamente pela competência e agilidade perante uma demanda tão emergencial para o país – mas também a importância da Dataprev como empresa pública, suportando a implementação de mais uma política social essencial.

Sem a participação da Dataprev, que é, ao lado do Serpro, braço de Tecnologia da Informação do governo federal, o caminho percorrido para se chegar à disponibilização desse auxílio seria muito mais tortuoso e custoso. O governo, no lugar de demandar a um ente que é parte integrante do Estado e que – como tal – atua sem pensar em detalhes comerciais, precisaria lidar com questões relativas à licitação (ou à dispensa da mesma em caráter emergencial) e também com debates contratuais que atrasariam e potencialmente encareceriam o projeto.

A Dataprev atua em questões emergenciais de Estado sendo paga por isso ou não. Sem a Dataprev, será que o governo federal conseguiria arcar com os custos de um cruzamento de dados – como o demandado pelo auxílio coronavírus – em meio à situação fiscal ruim atual? Em um momento de crise extrema, fica mais claro do que nunca que a Dataprev deve ser mantida 100% estatal.

Compartilhe:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *