salve.seus.dados@gmail.com

Categoria: Outros

Pentágono usa sua própria estatal para guardar seus dados, diferente do afirmado pelo governo

Em matéria publicada no site Convergência Digital, diversos membros do governo federal tentaram dar justificativas para o injustificável: a venda de Dataprev e Serpro, as duas estatais que sustentam grande parte dos sistemas da administração federal e armazenam uma igualmente considerável gama de informações críticas dos cidadãos brasileiros. Ao tentar mostrar para a população que a privatização dessas empresas não trará problemas para o país, os secretários recorreram à distorção dos fatos para que estes se alinhem a seus objetivos; nada mais natural quando argumentos verdadeiros são escassos.

Compartilhe:

Privatizar Serpro e Dataprev põe em risco a sua vida pessoal e financeira

O portal da Central Única dos Trabalhadores elaborou matéria listando os motivos pelos quais a população brasileira deve se preocupar com a tentativa de privatização de Dataprev e Serpro. Ao longo do texto, a tarefa desempenhada pelas estatais é esclarecida para o grande público e representantes de ambas são ouvidos a respeito do que pensam sobre a possível venda delas. Os funcionários dão especial destaque aos riscos de mau uso dos dados e atrasos de processamentos que são essenciais para o funcionamento do Estado.

Compartilhe:

No Rio Grande do Sul, trabalhadores firmam compromisso de enfrentar as medidas privatistas do Serpro e da Dataprev

Com a presença de três parlamentares, funcionários da Dataprev e do Serpro se reuniram no Rio Grande do Sul para participar de seminário contra a privatização das empresas. No encontro, foram debatidas não só ações para impedir a venda de ambas, mas também a movimentação por parte da diretoria destas estatais para fechar algumas de suas unidades regionais.

Compartilhe:

Serpro e Dataprev são Infraestrutura de Informações Críticas

O blog Serprianos fez a publicação de um texto no qual demonstra, através de parâmetros legais concretos, que os serviços providos por Serpro e Dataprev são estratégicos e críticos para a segurança nacional, e que – por este motivo – essas empresas não são passíveis de privatização. Analisando portarias e decretos emitidos pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República ao longo dos anos, o artigo aponta que os serviços e dados mantidos por estas estatais devem estar sob o controle e a vigilância do Estado Brasileiro.

Compartilhe:

Privatização do Serpro e da Dataprev é repudiada

Durante audiência pública realizada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a privatização de Dataprev e Serpro foi repudiada pelos presentes, que indicaram que a venda dessas estatais representa um grave risco à soberania nacional e à privacidade dos cidadãos brasileiros.

Compartilhe:

Deputado Estadual Rodrigo Lorenzoni recebe funcionários de Dataprev e Serpro

Rodrigo Lorenzoni, Deputado Estadual do Rio Grande do Sul pelo DEM, recebeu funcionários de Dataprev e Serpro em seu gabinete. Durante a reunião, os riscos envolvidos na privatização de ambas as empresas foram discutidos, e o parlamentar – após ter ciência destas questões – enviou ofício ao ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, repassando um documento em que estas e outras informações sobre as estatais foram elencadas.

Compartilhe:

Quem ganha com a privatização de estatais estratégicas e lucrativas como Dataprev e Serpro?

Em um momento onde a Dataprev e seus funcionários são esmagados por uma presidente e diretores que só pensam em vender a empresa, uma charge do Armandinho esclarece qual é a estratégia. Não caiam nessa. Quem ganha com a privatização de estatais estratégicas e lucrativas como Dataprev e Serpro nunca é povo.

Compartilhe:

Sogei, a estatal de Tecnologia da Informação italiana que foi reestatizada

A Sogei é a estatal de Tecnologia da Informação ligada ao Ministério da Economia italiano que realiza serviços de consultoria de TI para a administração pública. Após passar para a inicitiva privada em 1999, a empresa foi readquiria pelo governo três anos depois. O Brasil, assim como a Itália e outros países, se manterá como propulsor de sua própria transformação digital, como guardião dos dados de seus cidadãos, e como mantenedor de sistemas críticos para o funcionamento de sua economia, ou optará por entregar todos esses itens estratégicos nas mãos de terceiros?

Compartilhe:

Representantes de Dataprev e Serpro falam sobre a privatização das empresas

Kleber Pereira e Léo Santuchi, representando respectivamente Serpro e Dataprev, foram entrevistados pelo canal do YouTube “Em Nome da Rosa” e falaram sobre os riscos que a venda das duas empresas trará para o país e para os cidadãos.

Compartilhe:

Colabore com a campanha contra a privatização de Dataprev e Serpro

Tem alguma coisa a dizer sobre Dataprev e Serpro? Tem alguma notícia para compartilhar? Alguma memória que gostaria que o mundo soubesse? Ou apenas algum relato? Compartilhe no seu Twitter usando a hashtag #somosTodosDataprev ou #somosTodosSerpro.

Compartilhe: