campanha.salveseusdados@gmail.com

Tag: depoimentos

Presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, destaca o trabalho da empresa no enfrentamento ao coronavírus

Em coletiva de imprensa realizada em Brasília nesta quinta-feira, 16 de março, o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, ao lado de outros membros do governo, falou sobre as ações desenvolvidas para enfrentar o coronavírus e dar auxílio à população no momento de crise pelo qual o Brasil passa. Em sua fala, o dirigente detalhou o trabalho feito dentro da estatal e elogiou a atuação da mesma neste cenário crítico para o país, evidenciando o valor que a Dataprev tem como estatal, pois o seu papel é – independentemente da situação – atuar como parte integrante do Estado para prover soluções tecnológicas essenciais para a vida do cidadão brasileiro.

Compartilhe:

Coletiva de imprensa sobre o auxílio emergencial coronavírus e o papel da Dataprev

Em coletiva de imprensa realizada em Brasília, integrantes do governo apresentaram o auxílio emergencial coronavírus. Ao detalhar o complexo processo legal e computacional executado para a viabilização rápida do benefício, ficou claro na fala de boa parte dos presentes, especialmente do presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, e do Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, não só o bom trabalho do corpo técnico da estatal – elogiado repetidamente pela competência e agilidade perante uma demanda tão emergencial para o país – mas também a importância da Dataprev como empresa pública, suportando a implementação de mais uma política social essencial.

Compartilhe:

Benedita da Silva e Elika Takimoto gravam depoimento em defesa de Dataprev e Serpro

Benedita da Silva, Deputada Federal do PT pelo Rio de Janeiro, e Elika Takimoto, professora e escritora, deram apoio à campanha contra a privatização de Dataprev e Serpro. Acompanhadas de Leo Santuchi, presidente da Associação Nacional dos Empregados da Dataprev (ANED), a parlamentar ressaltou a importância que essas estatais têm para o país e se comprometeu a lutar contra a concretização da venda de ambas.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Entrevista com Rodrigo Assumpção, ex-presidente da Dataprev

O ex-presidente da Dataprev, Rodrigo Assumpção, deu entrevista à TV 247 a respeito dos planos do governo federal de vender a estatal. Com base em sua experiência no comando da empresa, Rodrigo analisou com detalhes e profundidade os diversos pontos problemáticos que surgirão caso a venda da Dataprev se torne uma realidade, passando pela segurança dos dados da população, pelas deficiências da legislação corrente que precisarão ser resolvidas se a privatização se concretizar, e pela manutenção de serviços críticos para o Brasil mediante atrasos de pagamento por parte da União ou eventuais disputas contratuais.

Compartilhe:

Sobre a privatização do Serpro e Dataprev

A professora e escritora Elika Takimoto gravou vídeo no qual discute os riscos envolvidos na privatização de Dataprev e Serpro. Em particular, ela destaca como as bases de dados guardadas por essas empresas podem ser utilizadas tanto para propósitos positivos para o Estado brasileiro quanto para objetivos danosos aos cidadãos, e que – tendo em vista o foco em lucro existente no mercado privado – a tendência é que as informações de pessoas físicas e jurídicas armazenadas por essas estatais sejam exploradas comercialmente após a concretização da venda delas.

Compartilhe:

Deputada Federal Natália Bonavides defende Dataprev e Serpro na Câmara dos Deputados

A Deputada Federal Natália Bonavides, que já havia manifestado seu apoio à não privatização de Dataprev e Serpro após ter se reunido com funcionários da empresa, reiterou seu compromisso com a luta pela manutenção dessas duas empresas como estatais. Em intervenção na Câmara dos Deputados, ela mencionou o papel estratégico de Dataprev e Serpro, os dados sensíveis que elas armazenam, e a lucratividade de ambas.

Compartilhe:

Senadora Zenaide Maia fala sobre o absurdo da tentativa de venda de Dataprev e Serpro

Senadora do PROS pelo estado do Rio Grande do Norte, Zenaide Maia gravou seu depoimento apoiando a luta contra a privatização de Dataprev e Serpro. Em seu discurso, ela comentou que essas empresas são estatais que geram lucro e dão sustentação a serviços de tecnologia que são essenciais para o funcionamento do Estado brasileiro. Em adição, ela falou sobre os dados que Dataprev e Serpro armazenam, citando como passá-los para a mão da iniciativa privada afeta a soberania do país.

Compartilhe:

Economista Eduardo Moreira critica a demonização do servidor público

Eduardo Moreira falou sobre a disseminação da ideia de que o servidor público é ineficiente e caro; propaganda esta que alimenta o discurso a favor da diminuição do Estado. Além de confrontar esta visão, o economista e ex-banqueiro de investimentos aponta que, em uma nação desigual como o Brasil, esta desestatização desenfreada só servirá para aumentar as mazelas do país.

Compartilhe:

Presidente da Fenadados fala sobre a privatização de Dataprev e Serpro na Assembléia Legislativa do Pará

Dentre os riscos mencionados, ele citou como a venda das duas empresas coloca o país e a população em uma situação fragilizada quanto à manutenção de serviços essenciais, como o pagamento dos aposentados e beneficiários do INSS, o controle de importações e exportações, dentre muitos outros, que podem ser paralisados caso haja atrasos de pagamento ou disputas contratuais.

Compartilhe:

Funcionária da Dataprev fala sobre como a empresa mudou a sua vida

O depoimento comprova que, além de exercer um papel estratégico
dentro do país, estatais são construídas com base na humildade e
no suor de muitos, que trabalham com amor e respeito pelo povo
brasileiro.

Compartilhe: