todos.pela.dtp@gmail.com

Saiu na mídia – Salim Mattar comemora demissões na Dataprev

Saiu na mídia – Salim Mattar comemora demissões na Dataprev

O site Capital Digital deu repercussão a uma série de tweets feitos por Salim Mattar, Secretário Especial de Desestatização do Ministério da Economia, na qual ele celebra as demissões que ocorrerão na Dataprev. O processo, que culminará com 493 empregados – e, por conseguinte, famílias brasileiras – perdendo boa parte de seu sustento, foi visto pelo empresário como positivo, pois fará com que a empresa fique mais atrativa para o processo de privatização.

As postagens feitas por Salim têm o seguinte conteúdo:

Salim, portanto, julga que a tentativa de vender uma empresa que é patrimônio brasileiro, que dá lucro para o governo, e que atua em uma área de natureza claramente estatal justifica a demissão sumária de 493 empregados que foram e são essenciais para a Dataprev e para a manutenção de serviços críticos do país, como o pagamento das aposentadorias e benefícios previdenciários e o funcionamento das agências do INSS espalhadas pelo Brasil, que são especialmente importantes para a população mais pobre e carente.

Salim se esquece, ainda, que esses 493 funcionários são brasileiros que se formaram, se prepararam, prestaram um concurso público, e foram aprovados legitimamente; que eles trabalharam continuamente para prestar serviços de qualidade para a população do país; que os frutos deste esforço melhoraram a vida de muitos cidadãos; e que a demissão destas 493 pessoas afetará negativamente a vida de muitos que o cercam, desde familiares e filhos até setores econômicos que os atendiam.

Porém, para Salim, isso tudo é motivo de comemoração no Twitter, porque o interesse do secretário é repassar o controle sobre os dados e serviços tecnológicos do Estado brasileiro para o capital privado e potencialmente estrangeiro; e, para alcançar isso, vale descartar 493 pessoas.

Para ler a notícia completa, acesse o link http://www.capitaldigital.com.br/?p=28368

Compartilhe:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *