salve.seus.dados@gmail.com

Saiu na mídia – Privatização de empresas públicas de tecnologia ataca a soberania do país e a privacidade dos indivíduos

Saiu na mídia – Privatização de empresas públicas de tecnologia ataca a soberania do país e a privacidade dos indivíduos

A rede latino-americana de estudos sobre vigilância, tecnologia e sociedade, que conta com membros de ao menos 14 instituições de quatro países latino-americanos (Brasil, Argentina, México e Chile) e um país europeu (Bélgica), conversou com diversos especialistas do setor, e abordou os impactos negativos que a privatização da Dataprev e do Serpro trará para o país.

Mario Teza, que já foi membro do Comitê Gestor da Internet (CGI.br) e ex-presidente da Companhia de Processamento de Dados de Porto Alegre (PROCEMPA), destaca:

“Pela história brasileira, as empresas públicas de TI são executoras, mas também participaram das formulações sobre as regulamentações do segmento. Se as empresas públicas deixam de existir, o país não perde só duas empresas estratégicas na execução da estrutura pública de TI, nós perdemos também um trabalho de assessoria aos governos, sejam eles quais forem”

Para ler esse e mais outros comentários, visite o link http://lavits.org/privatizacao-de-empresas-publicas-de-tecnologia-ataca-a-soberania-do-pais-e-a-privacidade-dos-individuos/?lang=pt

Compartilhe:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *