salve.seus.dados@gmail.com

Relato sobre funcionária na lista de demissões escancara o impacto negativo que os desligamentos terão em projetos da Dataprev

Relato sobre funcionária na lista de demissões escancara o impacto negativo que os desligamentos terão em projetos da Dataprev

Um dos argumentos utilizados pela diretoria da Dataprev para demitir quase 500 funcionários alocados nas Unidades Regionais espalhadas por diversos estados do país é que as mesmas deixaram de fazer sentido devido ao avanço da tecnologia e à baixa quantidade de atendimentos realizados pelas mesmas. Entretanto, ao longo dos anos, os funcionários dessas Unidades Regionais deixaram de ser focados no atendimento ao INSS e passaram a atuar na construção e manutenção dos sistemas que a Dataprev produz.

Este relato, escrito por membros da Unidade de Desenvolvimento do Ceará sobre uma funcionária alocada na Unidade Regional do Espírito Santo (que a empresa planeja fechar), escancara como a demissão desses empregados afetará a qualidade de sistemas e soluções tecnológicas que são essenciais para o país.

Apesar de ter sido escrito sobre uma funcionária dentre os quase 500 empregados que estão para ser demitidos, este é um relato que facilmente poderia se aplicar aos outros, fato este que destaca não só o valor que esses funcionários têm para a empresa, mas também os imensos impactos que seu desligamento trará para a Dataprev, para o país, e para a qualidade dos serviços públicos prestados à população.

“As atividades desempenhadas pela empregada [nome omitido], hoje integrante do Departamento de Testes e do time do desenvolvimento da Unidade de Desenvolvimento do Ceará (UDCE), são de extrema importância para a garantia da qualidade das entregas dos produtos SIBE-PU e PMF-Perícias e estão relacionadas a:

  • Inspeção dos artefatos de especificação do sistema;
  • Especificação dos casos de teste das funcionalidades desenvolvidas;
  • Geração de massa para os testes;
  • Realização de testes funcionais manuais;
  • Registro de defeitos encontrados;
  • Garantia da eficácia dos defeitos corrigidos.

Para efetuar as atividades citadas, a colaboradora adquiriu conhecimento no uso dos sistemas SIBE-PU e PMF-Pericias e também dos sistemas parceiros que integram com estas soluções como o CNIS, SABI, SUB, dentre outros.

Essa expertise foi adquirida durante os 5 anos de trabalho realizado com zelo e dedicação, tornando a empregada uma referência para o time de desenvolvimento da UDCE e outras equipes que necessitavam de ajuda nas massas e entendimento dos sistemas citados.

Sua experiência na análise das regras e fluxos de negócio foram essenciais para o desenvolvimento dos sistemas.

Ademais, a ausência da colaboradora comprometerá o planejamento atual, na medida que suas atividades deverão ser absorvidas por alguém com menos familiaridade com as mesmas e que deixará de realizar suas atividades atuais ou se dividir entre elas e os testes.

Fica, através desse relato, expressa nossa preocupação com a saída da colaboradora do time de desenvolvimento da UDCE devido ao seu vasto conhecimento adquirido e à ausência de alguém com perfil semelhante para substituir suas atribuições.”

Compartilhe:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *