salve.seus.dados@gmail.com

Categoria: Na Mídia

Saiu na mídia – Redução no quadro da Dataprev aumentará a fila de aposentados, explica advogado

A rádio CBN Recife entrevistou o advogado especialista em direito previdenciário, Rômulo Saraiva, que opinou que o recente enxugamento de funcionários no INSS e a demissão de empregados da Dataprev são ações que vão na contramão de resolver o grande problema que afeta o Instituto Nacional do Seguro Social atualmente: as filas que surgiram como consequência da reforma da previdência. Dentre os tópicos abordados, Rômulo questiona a contratação de militares e terceirizados para realizar uma tarefa que seria melhor desempenhada por técnicos com conhecimento sobre a complexa legislação da área; profissionais esses que estão sendo demitidos pela Dataprev.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Dataprev anuncia demissões e bloqueia acesso aos sistemas da previdência

O portal Brasil 247 repercutiu a decisão tomada pela diretoria da Dataprev, que busca fechar 20 unidades regionais da empresa e demitir os 493 funcionários que trabalham nelas. A notícia destaca que além de executar esses desligamentos, os dirigentes da estatal – em um momento onde as filas do INSS chegam a níveis críticos – também bloquearam o acesso destes empregados a sistemas da previdência, simplesmente impedindo-os de desempenhar o seu trabalho e, consequentemente, agindo contra a dignidade tanto de parte do corpo funcional da Dataprev quanto da população brasileira.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Água suja: desmonte às claras

O Correio da Manhã postou notícia na qual relaciona os problemas com a distribuição de água que os habitantes do Rio de Janeiro têm enfrentado com o desmonte promovido na CEDAE, empresa que está nos planos de privatização do governo estadual. De certa forma, esta é uma relação de causa e efeito semelhante à observada atualmente no INSS e na Dataprev, instituições que enfrentam o desafio de atualizar dezenas de sistemas para que estes se adéquem à reforma da previdência mas que, ao mesmo tempo, são enxugados ou têm seus funcionários demitidos pela administração pública federal.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Se na Europa ainda não há 100% de garantia de proteção de dados pessoais, imaginem o Brasil?

Em publicação recente, Luiz Queiroz, jornalista que mantém o site Capital Digital, ilustra parte da vulnerabilidade existente na Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, que é utilizada pelo governo como um dos alicerces que supostamente permitirão que Dataprev e Serpro sejam privatizados com segurança. Para isto, o jornalista recorre a uma pesquisa que analisou o nível de conformidade aferido em empresas europeias em relação às normas de proteção de dados do continente, que é baixo.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Salim Mattar comemora demissões na Dataprev

O site Capital Digital deu repercussão a uma série de tweets feitos por Salim Mattar, Secretário Especial de Desestatização do Ministério da Economia, na qual ele celebra as demissões que ocorrerão na Dataprev. O processo, que culminará com 493 empregados – e, por conseguinte, famílias brasileiras – perdendo boa parte de seu sustento, foi visto pelo empresário como positivo, pois fará com que a empresa fique mais atrativa para o processo de privatização.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Começa o desmonte das unidades regionais da Dataprev

O site Capital Digital, que cobre os bastidores da Tecnologia da Informação no governo federal, noticiou a extinção de 20 unidades regionais da Dataprev e a subsequente redução do quadro da empresa em 14%. Segundo o jornalista Luiz Queiroz, o processo faz parte do desmonte da estatal – premiada, estratégica, e superavitária – para que ela fique mais atrativa para eventuais compradores, e comprova os verdadeiros interesses da diretoria atual, que objetiva única e exclusivamente vender uma empresa que há mais de 40 anos presta bons serviços aos brasileiros.

Compartilhe:

Saiu na mídia – É verdade que empresa pública é coisa de país atrasado?

O Reconta Aí, site mantido por um grupo de economistas especialistas em bancos públicos e comunicadores interessados em defender o patrimônio brasileiro, publicou vídeo no qual rebate o mito de que empresas públicas são sinônimo de países atrasados. Ao contrário do que muitos afirmam, estatais têm um papel essencial dentro de uma nação e as privatizações podem ter impacto negativo na economia.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Governo brasileiro multa Facebook em R$ 6,6 mi por compartilhamento de dados

O jornal Folha de São Paulo publicou uma reportagem sobre como o governo brasileiro, através do Ministério da Justiça e Segurança Pública, multou o Facebook em R$ 6,6 milhões devido ao compartilhamento indevido dos dados de 443 mil usuários. Este mau uso de informações teria ocorrido no contexto do caso Cambridge Analytica, no qual a empresa privada utilizou o conhecimento extraído de postagens na rede social para influenciar o resultado das eleições americanas.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Como a privatização de duas estatais coloca em risco a segurança dos seus dados

O jornal Brasil de Fato publicou, em seu site, matéria sobre como a iniciativa privada pode não garantir a segurança dos dados sigilosos guardados por Serpro e Dataprev. Ao longo do texto, a reportagem esclarece qual a importância de ambas as empresas para o país e também, em conversa com funcionários, relata os riscos aos quais o Brasil ficará exposto caso a venda delas seja concretizada.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Setor público é mais produtivo que o privado

Um estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revelou que, nos últimos onze anos, o setor público teve uma produtividade média 35% superior à alcançada pela iniciativa privada. Apesar de não ter contemplado estatais em sua avaliação, o resultado da pesquisa, repercutido pela Gazeta do Povo, serve para rebater a afirmação comumente alardeada por defensores das privatizações de que a venda de estatais trará mais eficiência para os serviços que elas realizam, uma vez que ele demonstra o valor agregado pelos funcionários públicos.

Compartilhe: