campanha.salveseusdados@gmail.com

Autor: todospeladtp

Saiu na mídia – “Meu INSS”, desenvolvido pela Dataprev, recebe reconhecimento internacional

O Portal Mix Vale noticia que a plataforma Meu INSS, desenvolvida pela Dataprev, recebeu menção especial por parte do júri do Prêmio de Boas Práticas das Américas 2020. A premiação, promovida pela Associação Internacional de Seguridade Social (ISSA), reconhece boas práticas na administração de seguridade social implementadas pelos seus membros. Presente no evento, que ocorreu de maneira virtual devido à pandemia, o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, apontou a indicação à empresa como prova da importante transformação digital do Estado que a mesma está promovendo.

Compartilhe:

Saiu na mídia – TCU vê risco à segurança da Informação com vendas do Serpro e da Dataprev

Em reportagem do site Convergência Digital a respeito do Acórdão 4035/20 publicado pelo TCU, o jornalista Luís Osvaldo Grossmann analisa o conteúdo do documento. Nele, o ministro Vital do Rêgo enxerga riscos na privatização de Serpro e Dataprev, uma vez que as empresas são responsáveis por manter e suportar boa parte da infraestrutura tecnológica que sustenta o funcionamento da Administração Pública Federal. Além disso, o relatório aponta que a venda de ambas as empresas pode vir a causar danos à privacidade dos brasileiros, uma vez que os dados dos mesmos passarão para as mãos da iniciativa privada.

Compartilhe:

Assinatura de contrato com assessoria jurídica

No dia 19 de março de 2020 foi assinado, em Brasília, um contrato com a assessoria jurídica que irá nos representar em todas as ações contra a privatização e o desmonte do Serpro e da Dataprev. Detalhes sobre o acordo entre as partes foram esclarecidos em uma nota divulgada pela Fenadados e pelos sindicatos filiados Sindppd-RS e Sindpd-SC.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Estatal Eletrobras consertará apagão de empresa privatizada

Reportado pelos portais G1 e Monitor Mercantil, a situação calamitosa na qual se encontra o estado do Amapá, sem luz há quatro dias, revela os perigos por trás da privatização de serviços essenciais. A empresa responsável pela distribuição da energia na região é a espanhola Isolux, que tem histórico de maus serviços prestados em outros países, mas quem está fazendo o conserto da rede são os trabalhadores da Eletrobras, estatal que o atual governo federal pretende vender.

Compartilhe:

Tecnologia de blockchain do Serpro é referência para programa de segurança americano

Publicada no site da própria empresa, a notícia de que o projeto de blockchain desenvolvido pelo Serpro serviu como referência para um programa de segurança do governo americano mostra como, além de produzir tecnologias de grande valor para o Estado, a estatal realiza o serviço com qualidade de nível internacional. Desenvolvida para garantir a autenticidade das informações aduaneiras trocadas entre o Brasil e países parceiros, o bConnect chamou a tenção da Customs-Trade Partnership Against Terrorism (CTPAT), parceria entre a Alfândega e a Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos que busca melhorar a segurança das cadeias de suprimentos de empresas privadas em relação ao terrorismo.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Por dados, OCDE recomenda cautela na privatização de Serpro e Dataprev

De acordo com matéria publicada hoje pelo site Convergência Digital, especializado em cobrir notícia sobre TI e telecomunicações, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) concluiu, através de um estudo, que o governo federal deve ter muita cautela no processo de privatização de Dataprev e Serpro. A organização, que é uma entidade importante na promoção da economia de livre mercado, destacou pontos recorrentemente abordados na campanha contra a venda dessas estatais para o setor privado: o fato de que os dados e sistemas administrados por essas empresas são de grande interesse para o Estado e para o país, e os risco de que esses bens (uma vez controlados pela iniciativa privada) sejam explorados para lucro, o que pode ir contra os interesses da população.

Compartilhe:

Resultados da pesquisa sobre campanha de marketing

A ANED, em nome dos trabalhadores do Serpro e da Dataprev que compõem o Grupo de Campanhas nas Redes Sociais, vem agradecer a expressiva participação dos colegas das duas empresas na pesquisa sobre o financiamento da campanha de marketing digital para o enfrentamento do projeto de privatização destas importantes e estratégicas estatais de TI do governo federal.

Compartilhe:

Pesquisa sobre campanha de marketing

Em virtude do cenário atual, precisamos abrir novas frentes de luta contra as privatizações da Dataprev e do Serpro. Se você concorda que unidos podemos fazer a diferença, então essa convocação é pra você! Contribua participando de nossa pesquisa.

Compartilhe:

Serpro é a melhor empresa de Tecnologia de Software e Serviços do país

Em avaliação feita pelo Anuário Época Negócios 360º, o Serpro foi eleito a melhor empresa de Tecnologia de Software e Serviços do país no ano de 2020. Para a concessão do prêmio, foram analisadas as categorias de governança corporativa, inovação, pessoas, sustentabilidade e visão de futuro. A notícia foi repercutida no site da própria empresa, e mostra a qualidade do serviço, gestão, e corpo funcional da estatal, servindo como prova contra o discurso de ineficiência que o atual governo federal tenta utilizar para justificar a venda deste grande patrimônio nacional.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Produtividade da administração pública é maior do que do privado, mostra Ipea

Divulgado no mês passado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o estudo “Administração Pública Brasileira: Trajetória Recente” mostra que, diferentemente do que é frequentemente alardeado por muitos, inclusive pelo atual governo federal, há bastante produtividade na administração pública brasileira. Tanta, de fato, que esta superou a observada no setor privado entre os anos de 1995 e 2006, período este que foi o contemplado pela pesquisa. Durante essa década, a administração pública se mostrou sempre no mínimo 35% mais produtiva que a iniciativa privada; além disso, o ganho de produtividade nesses anos também foi maior no setor público, com 14,7% contra 13,5%.

Compartilhe: