campanha.salveseusdados@gmail.com

Mês: abril 2020

Saiu na mídia – Dataprev na Bloomberg

Em artigo publicado na Bloomberg, o jornalista Mac Margolis analisa como a pandemia do coronavírus levou Paulo Guedes, liberal e defensor do Estado mínimo, a abandonar temporariamente a cartilha que tanto prega. Com a crise econômica que eventualmente seguirá o período de quarentena, restou ao atual Ministro da Economia recorrer às instituições e servidores que ele tanto desprezava para reduzir os efeitos negativos trazidos pelo necessário isolamento social. Além de depender da eficiência do SUS, o governo federal – neste momento difícil – passou também a precisar do apoio da Caixa e da Dataprev, ambas estatais citadas na reportagem, para implantar o seu plano econômico de auxílio à população. Mais uma vez, em uma situação crítica para o país, a necessidade de um Estado forte e com boas empresas estatais fica evidenciada.

Compartilhe:

Presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, destaca o trabalho da empresa no enfrentamento ao coronavírus

Em coletiva de imprensa realizada em Brasília nesta quinta-feira, 16 de março, o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, ao lado de outros membros do governo, falou sobre as ações desenvolvidas para enfrentar o coronavírus e dar auxílio à população no momento de crise pelo qual o Brasil passa. Em sua fala, o dirigente detalhou o trabalho feito dentro da estatal e elogiou a atuação da mesma neste cenário crítico para o país, evidenciando o valor que a Dataprev tem como estatal, pois o seu papel é – independentemente da situação – atuar como parte integrante do Estado para prover soluções tecnológicas essenciais para a vida do cidadão brasileiro.

Compartilhe:

Saiu na mídia – A Era da Tecnologia: O que a covid-19 pode nos ensinar?

Em matéria publicada no site Brasília Capital, Kleber Santos, funcionário do Serpro e diretor de informática do SINDPD-DF, analisou como a crise provocada pelo coronavírus serviu para realçar que o Estado tem um papel essencial na vida do cidadão. Em particular, Kleber focou em como o uso da tecnologia pode ajudar o governo a enfrentar os problemas econômicos e operacionais gerados pela pandemia, e como o Serpro tem sido um forte aliado da administração pública nesta tarefa, demonstrando o valor que a empresa tem para o Brasil justamente no momento em que ela está na mira da privatização.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Dataprev na Forbes

Matéria publicada na Forbes, uma das mais importantes revistas de economia e negócios do mundo, dá destaque aos esforços implementados nos Brasil para diminuir os efeitos da crise causada pelo coronavírus. Dentre os casos listados, está a criação do programa – por parte do governo federal – que espera disponibilizar R$ 600 para 54 milhões de pessoas até o mês de junho. Ao detalhar a ação, a reportagem sublinha o grande trabalho tecnológico necessário para a execução desta medida, chamando-o inclusive de “potencialmente o maior e mais rápido programa de inclusão social no mundo”. Explicando todo o processo de batimento de dados que leva à liberação do dinheiro para o cidadão, a revista cita o complexo trabalho feito pela Dataprev em conjunto com a Caixa Econômica Federal e menciona que a empresa, peça chave em todo este procedimento, foi posta à venda pela administração atual.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Os “parasitas” como protagonistas

Coluna publicada no Portal de Amazônia por Augusto Bernardo Cecílio, Auditor Fiscal da Secretaria de Fazenda do Estado do Amazonas, debate que, em um momento onde o Brasil passa por uma grave crive sanitária, são os funcionários públicos – chamados de parasitas pelo Ministro da Economia há algumas semanas – que estão tanto na linha de frente, colocando suas vidas em risco para ajudar a população, quanto na retaguarda, mantendo a máquina do Estado em pleno funcionamento. Sem esses “parasitas” a pandemia causada pelo coronavírus teria efeitos ainda mais devastadores no país.

Compartilhe:

Coletiva de imprensa sobre o auxílio emergencial coronavírus e o papel da Dataprev

Em coletiva de imprensa realizada em Brasília, integrantes do governo apresentaram o auxílio emergencial coronavírus. Ao detalhar o complexo processo legal e computacional executado para a viabilização rápida do benefício, ficou claro na fala de boa parte dos presentes, especialmente do presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, e do Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, não só o bom trabalho do corpo técnico da estatal – elogiado repetidamente pela competência e agilidade perante uma demanda tão emergencial para o país – mas também a importância da Dataprev como empresa pública, suportando a implementação de mais uma política social essencial.

Compartilhe:

Saiu na mídia – Em meio à pandemia do coronavírus, Dataprev prova o seu valor como estatal

No movimento feito, por parte do governo federal, para viabilizar o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a milhões de brasileiros que se verão financeiramente afetados pela pandemia, a Dataprev desempenhou papel central, e o nome da empresa passou a circular na mídia, sendo – inclusive – elogiada por políticos atuantes no projeto de privatização da estatal. A Dataprev, cumprindo sua vocação de empresa pública, realizou com urgência e rapidez um enorme batimento de dados que era essencial para a liberação do dinheiro. Essa agilidade, crítica neste momento de crise, só foi alcançada a um custo baixo porque, como estatal, a Dataprev não tem o lucro como sua prioridade, colocando os interesses do país e de sua população em primeiro lugar.

Compartilhe: