salve.seus.dados@gmail.com

 

Salve Seus Dados

Sua privacidade será exposta com a privatização de Dataprev e Serpro

Fique Ligado!

COMBATE A FRAUDES

A Dataprev pode potencializar o combate a fraudes previdenciárias e concessões de benefícios irregulares. Isso, segundo o TCU, geraria uma economia de até R$ 56 bilhões por ano. Então, por que privatizar?

RISCOS DA PRIVATIZAÇÃO

A privatização de uma empresa como a Dataprev envolve uma série de riscos, que vão desde a criação de um monopólio privado até danos à competitividade das empresas. Leia os artigos no site e saiba mais.

SOBERANIA AMEAÇADA

O Brasil não pode permitir que milhares de informações dos seus cidadãos sejam acessadas e utilizadas para fins indevidos.

DADOS SÃO O NOVO PETRÓLEO

No século XXI, os dados são o recurso mais valioso de todos, e é obrigação do governo protegê-los e garantir a privacidade dos cidadãos.

Participação dos Benefícios na Economia (% PIB)

Em alguns municípios brasileiros, os benefícios pagos pela Previdência Social representam um volume de movimentação financeira muito expressivo: em 500 deles, os benefícios são mais de 25% do PIB.

A Dataprev jamais atrasou os cálculos mensais da folha de pagamentos dos aposentados.

Condeúba (BA)

Paulistana (PI)

Barra dos Mendes (BA)

Santo Antônio (RN)

Valença do Piauí (PI)

Brasil

Seus Dados e a Soberania Nacional

A Dataprev tem atuado por 45 anos como a guardiã dos dados sociais da população brasileira, exercendo um papel estratégico no apoio à formulação de políticas públicas pelo Estado brasileiro.

BILHÕES DE
DADOS SOCIAIS

MILHÕES DE CIDADÃOS

BILHÕES DE
REMUNERAÇÕES

BILHÕES DE
CONTRIBUIÇÕES

BILHÃO DE VÍNCULOS

MILHÕES DE
pessoas jurídicas

MILHÕES DE
BENEFÍCIOS POR MÊS

MILHÕES DE
SOLICITAÇÕES DE SEGURO DESEMPREGO

Reconhecimento no Brasil e Exterior

Nos últimos anos, a Dataprev conquistou uma série de premiações relevantes nacionais e internacionais. Elas são a prova maior da eficiência da empresa.

Revista Exame

Melhor Empresa no Setor de Indústria Digital
2013 / 2014 / 2017 / 2018

IstoÉ Dinheiro

Melhor Empresa no Setor de Serviços Públicos
2014 / 2015 / 2017 / 2018

DCD Awards Latin America

Melhor Prestação de Serviço Digital no Setor Público
2017 / 2019

Melhor Projeto de Nuvem
2018

Inovação na Melhoria da Eficiência Energética no Data Center
2019

Gestão de Ambientes de Missão Crítica
2016

Valor Econômico

Melhor Empresa do Setor de TI e Telecomunicações
2014

Data Centers de Nível Internacional

A Dataprev possui três centros de processamento (Data Centers) com certificações internacionais de design e eficiência energética. Certificações estas que só foram conseguidas após um investimento de R$ 400 milhões em três anos.

Localizados no Rio de Janeiro, Brasília, e São Paulo, eles são patrimônio de todos os brasileiros e motivo de orgulho para o país.

A Dataprev é Lucrativa

A Dataprev tem um balanço absolutamente saudável, gerando lucro para os seus acionistas, o próprio governo, e reinvestindo 75% deste valor na modernização de seu parque tecnológico para melhor atender a sociedade.

O gráfico abaixo mostra o lucro anual obtido pela empresa (em milhões de reais) entre 2011 e 2018.

Conteúdo em Destaque

Quer entender mais sobre os perigos da privatização de Dataprev e Serpro?

O conteúdo listado abaixo pode ajudar.

Depoimento

O ex-presidente da Dataprev, Rodrigo Assumpção, deu um depoimento explicando o papel da empresa e justificando a sua não-privatização.

“A Dataprev existe para que uma empresa privada não tenha nunca, em tempo algum, o direito de parar um serviço básico do Estado brasileiro.”

Veja o Vídeo

O Caso Datamec

Privatizar empresas de Tecnologia da Informação não é novidade. A Datamec, responsável por sistemas do antigo Ministério do Trabalho e Emprego, foi privatizada em 1999. O resultado não foi bom.

Leia sobre essa história, que inclui criação de dependência tecnológica, cobrança de preços abusivos, ameaças de paralisação de serviços, e reestatização dos sistemas, que precisaram ser repassados para a Dataprev.

Leia a Matéria

Salve Seus Dados

Este vídeo resume, em pouco mais de um minuto, o que fazem Dataprev e Serpro e os dados que ambas as empresas guardam.

Ao serem vendidas, esses dados e esses serviços passarão para a mão de empresas que colocam o lucro acima do bem estar social, o que pode levar ao mau uso dessas informações e ao encarecimento ou paralisação desses serviços.

Veja o Vídeo

Últimas notícias

Saiba mais sobre os riscos de entregar a empresas privadas a gestão de suas informações mais sensíveis!
Perceba porque os dados da sociedade brasileira e os serviços providos por Dataprev e Serpro devem ser tutelados pelo Estado.

Saiu na mídia – Estudo da Febrafite aponta que número de servidores no Brasil está abaixo da média da OCDE

Postagem feita no Blog do Servidor, mantido pelo jornal Correio Braziliense, mostra que – ao contrario do que muito repete o governo federal – o número de servidores no Brasil não é elevado. Na verdade, quando comparado às taxas de funcionários públicos presentes nas nações pertencentes à OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento), o país fica abaixo da média. Segundo o artigo, o Brasil possui 12.5% de servidores públicos em relação à população empregada, enquanto que nos membros da OCDE esse valor fica em torno de 17.88%.

Compartilhe:
Read more

Saiu na mídia – O acordo de cooperação no MCTI sem transparência

Em matéria publicada no site Brasil 247, Kleber Santos, funcionário do Serpro e diretor de informática do SINDPD-DF, questiona o acordo de colaboração recentemente firmado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações visando impulsionar a transformação digital no Brasil. A coluna destaca que, num momento em que o país põe à venda suas duas estatais de TI (Dataprev e Serpro), que atuam fortemente na área coberta pelo acordo, o governo parte em busca de empresas de fora do país para tratar de um assunto que poderia ser encaminhado para ambas as empresas, cujo corpo funcional tem vasta experiência no setor. Além disso, o texto pontua que não se sabe se houve licitação, chamamento público, ou audiência pública.

Compartilhe:
Read more

Saiu na mídia – Amazon, Vivo e a comercialização de dados dos usuários

Um par de notícias veiculadas recentemente na mídia suportam três argumentos empregados em nossa campanha contra a privatização de Dataprev e Serpro: o de que empresas privadas tendem a explorar os dados que possuem, por mais críticos e sensíveis que sejam, para maximizar os seus lucros; o de que multas, por mais altas que sejam, não coíbem tais práticas, uma vez que o dinheiro obtido com esse mau uso tende a superar os valores cobrados sobre infrações; e o de que o processo de tornar os dados anônimos não impede a identificação dos indivíduos a quem pertencem. Publicadas, respectivamente, pelo Tecnoblog e pelo The Intercept Brasil, estes artigos mostram como a Amazon e a Vivo tiraram proveito dos dados que hospedam. A primeira para obter vantagens competitivas, ferindo assim a existência do livre mercado; e a segunda para lucrar com a venda das informações dos usuários.

Compartilhe:
Read more

Quer saber mais detalhes contábeis, financeiros, e de gestão da Dataprev e do Serpro?

Visite o Panorama das Estatais. Vá em “Buscar Estatal” e procure pelo nome das empresas.

Compartilhe: